• Rafael Toledo

Primeiro álbum da Hawake


Nota: 09.0/10.0

Esta HAWAKE é mesmo brasileira?! Desculpe se a pergunta não pega bem, mas é que a qualidade apresentada neste “Duality Of The Universe” é de cair o queixo. Tudo no seu devido lugar, com ótimas mixagem e masterização, conduzidas por ninguém menos que Thiago Bianchi (Noturnall), que atualmente é um dos melhores do país no segmento.

O direcionamento musical dos caras é uma espécie de híbrido do Power Melódico de nomes como Angra e Stratovarius, Progressivo a lá Dream Theater só que com menos fritação, e o Heavy Metal Tradicional pendendo mais para o Iron Maiden. Inclusive, o vocalista Rod Splater tem em Bruce Dickinson a sua principal influência, que fica latente em todas as faixas do disco. A cozinha é correta, dando ênfase, principalmente, ao excelente trabalho do baterista Thiago Leão (esse cara vai longe), o que acaba por garantir uma ótima rítmica em faixas como “Breaking The Silence” (puta refrão), “Under My Enemy”, “Suicidal Genes” e “L.L.A (Living Like Animals)”.

A arte da capa é outro ponto alto do pacote, tendo a assinatura do brasileiro Carlos Fides (Evergrey e Kamelot), então, nem tenha dúvidas de que estamos de um trabalho completo e muito bem finalizado. Parabéns ao trabalho da MS Metal Records, que apostou nesta nova revelação do Metal nacional.

#2018 #Rock #Resenha #MSMetalRecords #MSMetalNews

4 visualizações
© 2020 Shock Rádio Web