• Ricardo Figaro

Forza Horizon 3 revela novos conteúdos


Forza Horizon 3 é o jogo de corrida mais vendido e mais bem avaliado do ano, reforçando Forza como a franquia de corrida mais bem-sucedida de todas as plataformas dessa geração. Graças ao maior lançamento de Forza até agora, tivemos mais de cinco milhões de fãs jogando Forza em setembro no Xbox One e PCs Windows 10.

Somos muito gratos a nossos fãs e continuaremos a trabalhar para produzir um grande conteúdo que melhorará a experiência de Forza Horizon 3.

O Alpinestars Car Pack chegou dia 1º de novembro com sete novos carros para o Forza Horizon 3. Liderando o pacote, temos um par de lendas adoradas do drifting, o Nissan Silvia K’s 1998 e o Mazda Savanna RX-7 1990, dois dos carros mais pedidos pela comunidade Forza. O pacote também tem um pouco da história das corridas australianas com o Ford Falcon XR GT, o Dodge Viper ACR e mais. O Alpinestars Car Pack faz parte do Forza Horizon 3 Car Pass, disponível para compra na Microsoft Store.

Nosso parceiro Alpinestars produz calçados e vestuário de proteção de alto desempenho para quase todas as formas de esportes motorizados, assim como roupas e acessórios. Para saber mais sobre esse parceiro, visite o site.

Vamos dar uma olhada em cada um dos carros do pacote deste mês:

Acura NSX 2017

O novo Acura NSX pode ser um híbrido, mas é um supercarro. Um híbrido de puro desempenho com motor entre eixos e turbo duplo. Com 650 hp de seus combinados motores V6 de 3.5 litros e três motores elétricos ligados às quatro rodas, o que você tem é um carro balanceado e capaz que pode competir com outros supercarros que custam cerca de dez vezes o seu preço. Possui nove marchas para abrir seu caminho quando você chega a 96 Km/h em apenas três segundos e torque vetorial para conduzi-lo suavemente pelas curvas.

Tudo isso enquanto você ainda vê com carinho o NSX original que tornou o modelo 2017 possível.

Nissan Silvia K’s 1998

Se você faz drift tanto quanto dirige, esse modelo S14 Kouki é o carro dos seus sonhos. O modelo K’s possui a última versão do motor SR20DET com um ritmo variável de válvulas e um grande turbo sob o capô. Por fora, você tem um corpo levemente maior que é acentuado pelo estilo arredondado, assim como um aerofólio modesto e efeitos de solo. Quando a Nissan produziu o Silvia, eles sabiam de seu público. Isso foi antes do movimento de drift, que antes era pouco mais que um pequeno grupo de entusiastas. O Silvia possui um chassi com a tendência de puxar para o lado ou apenas parecer legal na estrada.

Mazda Savannah RX-7 1990

A segunda geração do RX-7 (FC) foi especificamente desenhada para ter apelo no segundo maior mercado – os Estados Unidos – ao perceber quais carros esportivos vendiam bem à época, o Porsche 924 e 944. Sob o capô, no entanto, o Porsche e o Mazda não poderiam ser mais diferentes. O motor de Mazda, um design com dois rotores conhecido como 13B, teve a adição de um turbocharger e muitos outros refinamentos para aumentar o poder (e, mais importante, o torque) para mais de 200 e 195 ft-lbs., respectivamente. As melhorias incluem uma suspensão traseira independente particularmente avançada. A segunda geração do RX-7 tem um desempenho maravilhoso, com um som de motor suficiente para você querer levá-lo para drifts e corridas.

Ford Falcon XR GT 1967

O Falcon possui um lugar proeminente na história dos muscle cars australianos. Quando o diretor da Ford Austrália Bill Bourke apresentou o XR GT, sua linhagem nas corridas estava sendo construída. Com um 289 V8 dando força ao carro, Harry Firth do Ford Works Team levou o Falcon para correr em Bathurst – Mount Panorama. Foi algo inacreditável, uma vez que a pista já foi considerada muito difícil para um carro como o Falcon. Firth e Fred Gibson venceram a então chamada Gallaher 500 por 11 segundos e abriu caminho para a GM Holden e a Chrysler Austrália se envolverem na corrida. As rivalidades resultantes e as lealdades de marcas formaram gerações de amantes de muscle cars na Austrália.

Dodge Viper ACR 2016

A versão do Viper, apropriadamente chamada ACR (American Club Racer), é quase um carro de corrida emplacado. Seus pneus são basicamente “slicks” com alguns sulcos superficiais para torná-los legais para uso nas ruas. Feito para as pistas com um grande aerofólio que contribui com cerca de 2.000 libras de força aerodinâmica, o ACR é mais lento que outros modelos Viper, até ser levado para as curvas, nas quais os pneus se prendem como cola e as percorrem sem igual. Com um V10 de 8.4 litros, você não sentirá falta de potência. Libere essa serpente peçonhenta para uma das melhores corridas de sua vida.

BMW M4 GTS 2016

O Classe M inspira o piloto focado em desempenho, mas quando você adiciona o GTS, é melhor esperar por algo especial. Uma nova tecnologia de injeção de água ajuda a manter a temperatura dos coletores de admissão, o que permite maiores pressões de injeção e mais cavalos-força. Mas, é claro, o modelo especial teria que ter mais potência. O verdadeiro destaque do GTS é a perda de quase 200 libras o que o torna mais ágil e permite que ele acelere mais rapidamente. Adicione algumas melhorias de aparência na forma de elementos ligados a relâmpagos, um banco traseiro removido e um grande aerofólio e você terá um modelo que fará os outros saberem que você está chegando num relance.

Talbot Lotus Sunbeam 1979

O World Rally Championship inspirou alguns dos mais incríveis modelos e o Talbot Lotus Sunbeam é um dos melhores. Procurando competir com a Ford, a Chrysler Europa apareceu com essa colaboração franco-britânica que venceu a copa dos construtores em 1981. Um clássico do fim dos anos 1970 pronto para qualquer coisa que você queira fazer durante o jogo.

Uma última coisa. Como sabemos, o inverno está chegando e isso significa condições de estrada piores do que as normais. Aqui vai uma espiada no que você enfrentará na primeira expansão do Forza Horizon 3.

#Game #PC #XBox

0 visualização
© 2020 Shock Rádio Web