• Ricardo Figaro

Bertrand Brasil lança novo livro da franquia Jack Reacher cuja versão cinematográfica estreia em nov


Em “Sem retorno”, o personagem vivido nas telas por Tom Cruise é acusado de um crime que não cometeu e descobre que pode ter uma filha de 15 anos.

SEM RETORNO

(Never go back)

LEE CHILD

Páginas: 420

Preço: R$ 39,90

Tradução: Marcelo Hauck

Editora: Bertrand Brasil

Grupo Editorial Record

Franquia mais bem-sucedida do mercado editorial, segundo a revista Forbes, a série Jack Reacher já vendeu mais de 100 milhões de exemplares em todo o mundo, e alçou Lee Child ao seleto grupo de melhores autores de thriller contemporâneos. No Brasil, onde a popularidade de Child vem aumentando, a Bertrand Brasil lança “Sem retorno”, oitava aventura do ex-militar durão vivido no cinema por Tom Cruise. O título chega às livrarias no fim de outubro, pouco antes do lançamento do filme homônimo, segunda adaptação cinematográfica da obra de Child. “Jack Reacher - Sem retorno” está previsto para estrear nos cinemas em 24 de novembro.

Na trama, o protagonista decide voltar à Virgínia, mais precisamente ao quartel-general de sua antiga unidade, a 110ª da Polícia do Exército. A visita tem motivo específico: ele quer conhecer e convidar para sair a Major Susan Turner, mandachuva do local, com quem vinha conversando apenas pelo telefone. Mas, claro, as coisas não vão sair bem como Reacher esperava. Para começar, a major Turner não está por lá: ela foi presa apenas alguns dias antes em circunstâncias, no mínimo, estranhas.

Além disso, duas notícias bombásticas estão esperando pelo protagonista. A primeira é que ele está sendo acusado de um homicídio que aconteceu há 16 anos. E que ele não cometeu. A segunda é que, aparentemente, ele é pai de uma menina de 15 anos, e a mãe quer que Reacher cumpra com suas obrigações financeiras.

Diante das novidades, Reacher só encontra hostilidade: o coronel Morgan, novo comandante da 110º, o convoca de volta ao Exército e o obriga a ficar por perto, enquanto quatro brutamontes misteriosos tentam espancá-lo e obrigá-lo a fugir. Sem muitas opções, ele sai em busca de Turner e os dois fogem, numa jornada para tentar entender em que tipo de conspiração estão metidos. Além de fugir do Exército, do FBI e da Polícia Metropolitana, Reacher vai ter que limpar seu nome e investigar sobre a filha que nunca soube ter.

Nos cinemas, Tom Cruise aparece mais uma vez na pele de Jack Reacher, ao lado de Colbie Smulders (de “How I met your mother” e “Os vingadores”), que vive a major Turner. Ainda no elenco estão Danika Yarosh, como a suposta filha Samantha, e Holt McCallany, como o coronel Morgan.

TRECHO:

“Não havia celas naquele prédio velho. Nenhuma instalação de segurança. Nunca houve. Só salas. Reacher foi deixado ali mesmo onde estava, na cadeira para visitantes, completamente ignorado. Ninguém olhava nem falava com ele. A sentinela continuava na posição de à vontade do outro lado da porta. Morgan começou a mexer no laptop e digitar. Reacher vasculhou sua memória em busca de Juan Rodriguez. Dezesseis anos antes, ele estava completando doze meses no comando da 110ª. Estava no início. O nome Rodriguez parecia hispânico. Reacher tinha conhecido muitas pessoas hispânicas, tanto dentro quanto fora das Forças Armadas. Ele se lembrava de ter dado umas porradas de vez em quando, dentro e fora do serviço, algumas vezes em hispânicos, mas nenhum deles se chamava Rodriguez. Se Rodriguez tivesse despertado interesse para a 110ª, ele teria se lembrado do nome com certeza. Principalmente no início do seu comando, quando todo e qualquer caso era significativo. A 110ª fora um empreendimento experimental. Todo movimento era observado. Todo resultado era avaliado. Todo tropeço passava por uma autópsia.”

#Livro #GrupoEditorialRecord

© 2020 Shock Rádio Web